Agendar visita
Conheça nossa proposta

Colégio de Goiânia ganha prêmio de robótica

Uma equipe composta por seis estudantes do Ensino Fundamental e Ensino Médio do Colégio Marista Goiânia ganhou o prêmio de melhor escola privada de Goiás em robótica. A medalha foi entregue no último dia 21 de setembro, na etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), na Universidade Federal de Goiás (UFG).

Pedro Lemes Sixel Lobo (1ª série do EM), Sophia Munhoz de Omena Lillo Biagetti (9° ano), Matheus de Sena Carneiro (1ª série do EM), Mateus de Araújo e Vasconcelos (9° ano), Cláudio Vinícius Cerrado Gonçalves (1ª série do EM) e Victor Martins Roncato (9° ano) fazem aula de Robótica no Núcleo de Atividades Complementares (NAC) do colégio. Eles desenvolveram um robô autônomo, que se movimenta por meio de sensores com o desafio de resgatar vítimas de um desastre, sem interferência humana.

O robô foi ágil para superar terrenos irregulares, transpor caminhos desconhecidos, desviar de escombros e subir montanhas para conseguir salvar as pessoas, transportando-as para uma região segura onde os humanos já poderão assumir os cuidados.

A atividade foi complexa, mas o coordenador da turma, o professor de Robótica Tiago Henrique Vivas e Silva, comemora o resultado. “Estamos felizes com essa conquista, pois nossos alunos se prepararam bastante para enfrentar essa competição. Eles ficaram em 5º lugar dentre 71 equipes de Goiás e agora partem para a etapa nacional”, diz.

Challenger Marista

Outra equipe do Colégio Marista Goiânia, que também participou desta etapa da competição, comemora um bom resultado. Estreante na olimpíada, a Challenger Marista conquistou o 18º lugar dentre 41 equipes de Goiás.

A segunda equipe é formada por Fernando Henrique Franco (8° ano), Luís Eduardo Franco Millan (6° ano), Luiz Fernando Isgarbose (6° ano) e Gabriel Elias Aniz Gomes de Oliveira (7º ano), também alunos do NAC.

Etapa nacional

Considerado o maior evento de robótica da América Latina, a OBR classifica equipes para a RoboCup, maior evento de robótica do mundo. Conta, em média, com mais de 140 mil participantes diretos de todos os Estados. Ao todo, são mais de 3 mil equipes competindo na modalidade prática no País.

Os vencedores da OBR são premiados com medalhas e certificados de reconhecimento. Na etapa nacional, que vai ocorrer de 22 a 26 de outubro na cidade de Rio Grande (RS) e será disputada por 50 equipes. O vencedor ganhará uma vaga para representar o Brasil na etapa internacional, em 2020.

Objetivos e modalidades

A OBR tem o objetivo de estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro. A competição é destinada a estudantes de qualquer escola pública ou privada do Ensino Fundamental, Médio ou técnico em todo o território nacional, e é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos.

A olimpíada possui duas modalidades: Prática e Teórica, que procuram se adequar tanto ao público que nunca teve acesso aos conhecimentos sobre robótica quanto ao público de escolas que já têm contato com o tema.

As atividades acontecem em competições práticas (com robôs) e provas teóricas em todo o Brasil. São divididas em etapas regionais, estaduais, nacional e internacional.

Share

Agende
uma visita

Venha fazer parte da nossa família! Preencha o formulário com seus dados e demonstre seu interesse em matricular seu filho em uma das nossas unidades.

Acessar!

Fale conosco

Entre em contato com os Colégios Maristas e esclareça suas dúvidas, faça sugestões e nos conte sobre seus interesses.

Fale Conosco